Nunca se deve estabelecer o preço de uma pimenta de acordo com o seu tamanho.
A pimenta Aji Charapita (Capsicum frutescens), tem o tamanho de uma ervilha e seu preço está por volta de US$ 35.000 o quilo!
Nativa das selvas do norte do Peru, a Aji Charapita é conhecida como uma pimenta selvagem e só recentemente passou a ser cultivada para uso comercial. Usada fresca, esta pequena pimenta oferece a molhos um sabor tropical. Porém, ela é mais utilizada em forma de pó, misturada com outros temperos. Embora ainda seja bastante desconhecida na maioria dos países ocidentais, a Aji Charapita é muito procurada entre os conhecedores de pimenta e chefs de restaurante.


O ají é uma pimenta peruana. O Peru produz pelo menos 50 variedades diferentes de pimenta. Para os peruanos, o aji não é apenas um tempero, é um produto que faz parte da identidade do país. O prato mais tradicional do Peru é o ceviche – peixe em cubos, temperado com sal, cebola, ají e o mais importante: limão, muito suco de limão.


O ceviche não vai ao fogo e dizem que é afrodisíaco e lá é mais ou menos como se fosse o nosso arroz com feijão. Os peruanos comem quase todos os dias.
A Aji Charapita é muito cara e quase tudo de origem peruana possui um valor exorbitante. A alternativa seria comprar algumas sementes on-line e plantá-las. Porém, mesmo se você encontrar um vendedor, o preço da semente não vai ser baixo. Apelidada de “a mãe de todas pimentas“, a pimenta Aji Charapita supostamente custa um mínimo de US$ 25.000 o quilo, sendo a pimenta – e a especiaria – mais cara do mundo, juntamente com baunilha e açafrão.


Dizem que a nossa pimenta malagueta é doce perto do ají charapita.
De acordo com a classificação Scolville, ela está entre 30.000 – 50.000 unidades de calor. A Aji Charapita é quase tão picante quanto a pimenta-caiena e de quatro a vinte vezes mais ardente do que a pimenta-jalapeño ou a nossa malagueta.

Comments are closed.