Em 1965, a pedra símbolo do estado do Michigan nos EUA foi designada como a pedra Petoskey. As pedras Petoskey são fósseis de colônias de corais chamados Hexagonaria. “Hex” vem de hexágono, porque o coral é geralmente um polígono de seis lados.


Esta pedra é um coral fossilizado, para ser preciso. Seu nome científico destes corais é Percarinata hexagonaria e podem ser encontrados fossilizados nas praias ao redor das cidades de Petoskey e Charlevoix. Há também um festival dedicado a eles, que é realizado todo mês de maio.


Essas pedras se formaram por glaciação a cerca de 350 milhões de anos. As geleiras juntaram o coral da rocha às placas de gelo moído nas arestas antes de se depositar na parte norte-ocidental da península mais baixa de Michigan. As pedras podem ser encontradas por todo lado perto das praias.
Depois de serem polidas para mostrar a formação dos corais, essas pedras podem ser usadas como joias, enfeites e em vários tipos de artesanato.


Quando sêca, uma pedra Petoskey parece um calcário, mas não se tem ideia da beleza que se expõe depois de molhada e mais ainda quando lapidada e polida. Elas são feitas principalmente de calcita e são, portanto, muito fáceis de esculpir.
Alguns dizem que o nome “Petoskey” é derivado do nome de um chefe indígena de Ottawa: Pet-O-Sega. A palavra significa “sol nascente” ou “raios da aurora.” Mas os nativos negam essa história, as pedras são apenas sagradas e não tem nenhuma história específica de origem para eles.


Se você quiser encontrar uma pedra Petoskey, o melhor momento para procurar é no início da primavera, quando o gelo derrete no Grand Traverse Bay e empurra uma nova safra de pedras em direção à costa. Você pode até ter a sorte de encontrá-los no verão depois de uma chuva ou uma tempestade, quando a umidade vai tornar o fossil mais visível na pedra.

Comments are closed.