A fruta-do-milagre (Synsepalum dulcificum) é nativa da África Ocidental e pertence à família das sapotáceas; é um arbusto de porte reduzido que atinge em média um metro de altura, além de conter em sua polpa a glicoproteína miraculina.


Esta substância, ao entrar em contato com as papilas gustativas da língua, inibe a capacidade de saborear a acidez e o amargo dos alimentos. Essa fruta, que ainda é novidade aqui no Brasil, é utilizada há séculos pelos africanos para adoçar seus alimentos e atualmente já é bem conhecida nos Estados Unidos e Europa onde são comercializados vários produtos confeccionados à base de sua polpa.
Seu nome popular (fruta-do-milagre) tem origem na sua curiosa proteína chamada miraculina, que faz com que o nosso paladar seja enganado por alguns minutos alterando a sensação do sabor de outros alimentos, sejam eles ácidos ou azedos. O limão se transforma numa limonada extremamente doce, o vinagre se transforma em vinho doce, conservas azedas se transformam em conservas doces, o tomate parece que foi acrescido de açúcar, dentre outras sensações incríveis que o paladar proporciona ao experimentar essa surpreendente fruta.
A miraculina, ao entrar em contato com as papilas gustativas da língua, tem a capacidade de inibir a percepção dos sabores ácidos ou amargos, destacando a doçura. Um ou dois frutos antes de um café sem açúcar darão a sensação de que ele foi adoçado. Não é incrível?

A fruta do milagre é nativa das matas de galeria dos rios da África tropical e subtropical, sendo cultivada naturalmente em Gana, na África Ocidental.
Essa frutífera já é conhecida nos meios botânicos desde o século XVIII, quando o explorador francês Chevalier des Marchais pesquisou essa espécie e outras nativas da África Ocidental. A frutinha chamou sua atenção pelo fato dos nativos a mastigarem antes de consumirem os alimentos.
Foi introduzida no Brasil entre os anos de 2.006 a 2.008 e se adaptou muito bem. Pode ser cultivada em vasos e começa a frutificar em dois anos, nos meses de dezembro a abril.


Além da ação no paladar, o conjunto das folhas, frutos e o porte reduzido garantem uma excelente opção para decoração. É uma planta de vida longa, que fica mais bonita com o tempo porque encorpa, o fruto fica vermelho. É ideal para compor decoração de casas com vasos ou compor pomar. A fruta pode ser cultivada em locais a pleno sol e meia-sombra e em áreas de pouco espaço, onde frutificará várias vezes durante o ano.

Comments are closed.