Que tristeza… até onde vai a voracidade do homem?
O pangolim, uma espécie de mamífero que lembra um tatu com escamas, está em risco de desaparecer enquanto sua carne é servida em banquetes em toda a Ásia, alertam  os ambientalistas.

pangolim-003
No século XXI, nós realmente não deveríamos estar comendo espécies em extinção!
Simplesmente não há desculpas para permitir a continuidade deste comércio ilegal. Todas as oito espécies existentes de pangolins estão na lista de ameaçadas de extinção, porque são comercializadas amplamente para a China e o Vietnã.
Pangolins podem considerados animais bizarros, mas são indefesos, mamíferos que possuem escamas e são os animais mais negociados no mercado negro. Eles se alimentam de insetos nas florestas tropicais. O nome pangolim vem da palavra malaia ‘pengguling’, que significa algo que se enrola, pois esta é a forma como o animal se defende quando se sente ameaçado.

pangolim-004
– Na África, considerados uma iguaria, são muitas vezes mortos para o comércio de carne de animais selvagens.
– No Vietnã também são uma iguaria popular.
– Na Ásia, são mortos por sua carne e as escamas, para uso medicinal.
Os praticantes da medicina tradicional chinesa acreditam que suas escamas e sopas de bebês pangolins curam uma variedade de doenças, mas, tal como chifre de rinoceronte, eles NÃO curam NADA!

pangolim-002
Aqui estão alguns números sobre o comércio desses pobres animais em dados da National Geographic e da CNN.
Em 2015, autoridades confiscaram 5 toneladas de pangolins mortos, 96 pangolins vivos, e 100 quilos de escamas de pangolim em sacos.
Em 2008, quase 14 toneladas de pangolins mortos foram apreendidos em Sumatra.

Photo:
Photo: Paul Hilton –  WCS


Após a descoberta de 2015 4 mil pangolins mortos e congelados foram depositados numa cova e queimados. O valor estimado era de 1,8 milhões de dólares.
No mercado de EUA, 1 quilo de escamas vale 3 mil dólares de acordo com Nat Geo, 1 quilo de carne custa 300 dólares e um animal vivo é vendido por mil dólares.
Sob a lei da Indonésia, o tráfico de partes Pangolin acarreta uma pena máxima de 5 anos de prisão e 10 mil dólares de multa.

Pelo menos 10 mil pangolins são mortos e traficados todos os anos. Partindo do princípio de que apenas uma fracção dos animais reais de tráfico é relatada, calcula-se que o número pode estar mais perto de 55 mil e 110 mil animais.

Comments are closed.