O cogumelo véu-de-noiva (Phallus indusiatus) chega a 25 centímetros de comprimento. Sua estrutura mais característica, que lembra uma rede, surge do topo e cresce ao redor do cogumelo já erguido no chão.

4108278689_17d334e9de_b

Eles são conhecidos também como cogumelos de bambu, fungo véu de noiva ou mulher de véu.  Seu nome em japonês é Kinugasatake. É um cogumelo comestível utilizado como ingrediente na culinária oriental. O cogumelo é cultivado comercialmente, e comumente é vendido nos mercados asiáticos.
Sua análise nutricional mostrou que o cogumelo é rico em proteínas, carboidratos e fibras. O cogumelo também contém vários compostos bioativos, e tem propriedades antioxidantes e antimicrobianas.

11357268185156affc60e56

Esta espécie, cujo nome em latim Phalus indisiatus significa “falo com roupa interior”, é estranha, mas muito graciosa. Na verdade, o que confere essa característica a esse fungo é uma aba cônica em forma de sino em uma haste de onde sai uma delicada “saia” rendada, que quase chega até o chão.

Foi descrito pela primeira vez cientificamente em 1798 pelo botânico francês Étienne Pierre Ventenat, quando o encontrou em bosques no sul da Ásia. Depois foram descobertas espécies similares são a Phallus cinnabarinus e a Phallus multicolor, que exibem ‘véus’ vermelho e amarelo, respectivamente.

Comments are closed.