O teixo de Whittingehame (Taxus baccata) é uma das árvores que fazem parte do Patrimônio da Escócia.
Encontra-se no estado de Whittingehame e é um notável exemplo de um teixo em camadas, os ramos varrem praticamente o chão e se enraízam novamente formando uma câmara cônica com o tronco original como um pilar central.

whittinghame-yew-001
Como toda árvore ancestral, possui muitas ligações históricas. No começo do século XVI, na época da rainha Maria I (Mary Stuart), o Lorde Bothwell confessou ter planejado o assassinato de Lorde Darnley (Henrique Stuart, marido da rainha) no pátio na Torre Whittingehame e a tradição local conta que o matou embaixo desse teixo.
O teixo cobre aproximadamente metade de um acre e a circunferência dos ramos exteriores é de cerca de 150 metros. A câmara interna pode ser acessada a partir através de um portal onde foram cortados alguns ramos exteriores. Lá dentro, ele mantém uma temperatura uniforme, proporcionando abrigo do vento e da chuva no inverno e do sol no verão.
O perímetro do tronco central é pequeno para uma árvore de seu tamanho e idade, mas isto é provavelmente porque muitos dos nutrientes são fornecidos através dos ramos enraizados. A sua taxa de crescimento vem sendo regularmente medida há cerca de 200 anos e a idade da árvore foi estimada em 1000 anos.
Sob o teixo há sempre uma sombra densa e nada cresce debaixo dele. O chão da câmara central é de terra nua sem vegetação rasteira, mas a cobertura fornecida pela folhagem densa impede a terra de se tornar lamacenta.

whittinghame-yew-004

 

whittinghame-yew-005

Comments are closed.