Sam Van Aken trabalha na como professor de arte na Universidade de Syracuse no estado de Nova York (EUA) e, em 2008, conheceu um pomar à beira da falência. De acordo com o jornal The Huffington Post, Aken ficou muito preocupado ao saber que todas as árvores frutíferas do local iriam ser derrubadas e acabou comprando a propriedade.
Desde então, ele vem fazendo uma série de experimentos nas suas plantações, emendando diferentes partes de várias árvores de frutas diferentes. Depois de alguns anos, seu trabalho gerou uma série de árvores capazes de produzir frutas de caroço, como damascos, nectarinas e cerejas.
Além disso, um tipo de árvore criada por ele floresce em diversas cores, dando até quarenta tipos de frutas!


A rede de TV CBS entrevistou o professor, que explicou que sua árvore levou 8 anos para ficar pronta e que, além dessa, há outras espalhadas em locais públicos no país.
Basicamente, o que o artista faz é “enganar a planta”, enxertando pedaços de outras mudas no caule principal. A enxertia é usada principalmente para combinar plantas novas com ramos de árvores adultas para que comece a dar frutos mais rapidamente. A enxertia funciona quando um broto de uma planta é inserido em um corte no galho de outra planta. A união dos vegetais diferentes é selada com fita até que o enxerto passe a funcionar com o galho da planta ‘base’. O broto, eventualmente, cresce – e começa a produzir frutos da sua própria espécie.


A árvore de Sam não só realmente dá 40 tipos de frutos diferentes, mas também tem um detalhe bem interessante: todas as frutas crescem ao mesmo tempo!
Na primavera, a árvore mostra um mosaico cheio de flores (rosas, brancas, vermelhas e roxas). Já no verão, esse belo quadro se transformam em uma verdadeira fonte de ameixas, pêssegos, damascos, nectarinas, cerejas, amêndoas…
Até agora, mais de 16 árvores de 40 frutos foram feitas e plantadas em diversos lugares, como em museus, centros comunitários e coleções de arte privadas em todo território americano. A próxima missão de Van é produzir um pequeno pomar dessas árvores em um cenário marcante da cidade de Nova York.

Comments are closed.